Autor: Paulo Henrique

21 anos, estudante de Direito na UFPE e membro da Igreja Presbiteriana da Aliança.
Cosmovisão

Ordinariamente cósmico

“A batalha é perdida pelos que desprezam o ordinário e vivem em busca de manifestações extraordinárias. (…) Teremos que nos apegar ao ordinário para receber a graça que é comunicada aos combatentes: a Refeição, o discurso, o Livro, as súplicas e a união com os que dividem as trincheiras conosco. Este último talvez um dos mais poderosos meios de graça.”